Apesar de ser uma boa vitrine, blogueiros devem ter cautela

Está aberta a temporada de caça aos trainees 2011. Em busca de mais informações não apenas sobre as vagas, mas sobre os processos seletivos, milhares de candidatos vasculham a internet e encontram sites e blogs interessantes que contam as nuances e os mistérios desse mundo de competição acirrada.

Liliane: blog já atraiu mais de 100 mil visitantes
Divulgação
Liliane: blog já atraiu mais de 100 mil visitantes
blog de Liliane Fonseca é um deles. Atual trainee da Danone, a publicitária, que hoje conta sua vida corporativa em outro site , detalhou tudo o que lhe aconteceu em 2009: das provas que realizou às negativas que recebeu.

O resultado foi que mais de 70 mil pessoas visitaram o seu blog no ano passado e mais de 50 mil em 2010. Não é para menos: só na AmBev, em 2009, se inscreveram mais de 60 mil candidatos para 26 vagas. Por isso, qualquer informação sobre o processo é considerada valiosa.

“O blog começou como uma válvula de escape. Quando decidi ser trainee, sabia que ia acabar falando muito sobre o assunto. Então o blog ia me ajudar a canalizar essa ansiedade. Outra ideia que tive é que ele tivesse começo, meio e fim, e, de preferência, que esse fim fosse como aprovada em algum programa de trainee”, lembra Liliane.

Web

Atualmente, diversos processos de grandes empresas, principalmente, utilizam alguma ferramenta da web na seleção de seus candidatos: seja a criação de um site, um blog, ou um vídeo no You Tube. Quem quiser abocanhar uma das tão cobiçadas vagas de trainee deve estar antenado com essas tendências.

Os estudantes Roberto Machado e Maurício Andrade são outros dois exemplos de profissionais que publicam suas impressões sobre os programas e pesquisam o tema.

Contudo, antes de escrever tudo o que se passa na cabeça é importante estar ciente de que o que está escrito também poderá ser usado contra você. “Há pessoas que são demitidas porque disseram coisas ofensivas contra o chefe ou contra a empresa”, lembra a advogada trabalhista Carolina Silveira, de São Paulo.

“É preciso um pouco de maturidade porque uma vez na web, dificilmente você conseguirá voltar atrás”, diz a advogada.

Confira alguns blogs que dão dicas sobre os processos seletivos para trainee:
- Quem quer ser trainee
- Portal Trainee
- Minha carreira
- Foco em gerações
- Por que não passei

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.