De acordo com pesquisa da Manpower, Rio de Janeiro e Paraná devem liderar o ranking de geração de empregos no último trimestre

Uma pesquisa da Manpower aponta cenário positivo em relação a contratações no quarto trimestre deste ano no Brasil. De acordo com o levantamento, a expectativa líquida de emprego é de 37% no período, já que 43% dos entrevistados preveem aumento de pessoal e 6% acreditam na diminuição do quadro de profissionais.

A expectativa líquida de 37% representa queda de três pontos percentuais quando comparado ao terceiro trimestre, mas significa avanço de dezesseis pontos em relação ao mesmo período em 2009.

Entre os estados com melhores perspectivas de geração de empregos estão Rio de Janeiro e Paraná, ambos com expectativa líquida de 41%. Minas Gerais aparece na sequência com 38% e São Paulo registra taxa de 33%.

Empregadores de todos os oito setores prevêem aumento do quadro de funcionários no quarto trimestre, mas as maiores taxas estão nas áreas de Finanças/Seguros e Imobiliária, com expectativa líquida de emprego de 53%; Serviços, com 52%; Comércio Atacadista e Varejista, com 43%; e Transportes e Serviços Públicos, com 42%.

De acordo com o diretor comercial da Manpower no Brasil, Pedro Guimarães, o ano de 2010 tem sido excelente para o emprego no Brasil, com a criação recorde de um milhão e meio de vagas só no primeiro semestre.

Dados mundiais

Globalmente, empregadores na China, Taiwan, Índia e Brasil indicam os mais fortes planos de contratações no quarto trimestre, enquanto Grécia, Itália e República Tcheca indicam as previsões mais fracas de contratações, com taxas negativas de 10%, 9% e 2%, respectivamente.

Entre os países das Américas, o Brasil lidera o ranking dos que devem realizar mais contratações no último trimestre do ano, seguido por Peru e Costa Rica. Os Estados Unidos aparecem em último lugar no continente, com expectativa líquida de empregos de 5%.

A Manpower ouviu aproximadamente 62 mil empregadores de 36 países, sendo 850 no Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.