Evite gafes quando escolher o presente para a confraternização de fim de ano

O amigo secreto, ou oculto, é uma tradição em muitas empresas. Mas o que deveria ser um momento de diversão, pode acabar virando uma grande dor de cabeça. Isso porque em muitos casos nem sempre é fácil escolher o presente certo para o colega de trabalho ou mesmo para o chefe.

Para evitar situações embaraçosas, o iG Empregos ouviu a consultora Lícia Egger, especialista em etiqueta corporativa e professora de pós-graduação da Universidade Anhembi Morumbi, de São Paulo. Confira algumas dicas.

Lista de pedidos
Criar uma lista de pedidos não é educado e sai da ideia inicial da brincadeira, que é a troca simbólica de presentes. Para não errar na escolha, busque mais informações sobre o gosto da pessoa sorteada. Se você não tiver contato com quem tirou, vale perguntar aos colegas mais próximos e até vasculhar sites de relacionamento, diz Lícia.

Escolha do presente
Algumas opções são proibidas, como peças íntimas de vestuário e produtos de higiene. Pode ser uma boa saída investir em objetos decorativos para o escritório, como porta-lápis ou enfeites de mesa. Não dê livros, CDs ou DVDs caso não saiba as preferências do seu amigo secreto. Os vale-presentes são práticos, mas é preciso não abusar desse recurso. Melhor personalizar a escolha, sempre considerando a possibilidade de troca.

Preço
Mesmo que as pessoas da empresa recebam salários com patamares próximos, cada um possui gastos diferentes. Segundo a consultora, o aconselhável é combinar antes um valor que permita a todos participar, já que o objetivo é promover uma confraternização. Quem tirar o chefe tem a missão de adequar o presente ao orçamento, pois todos devem ser tratados de maneira igual, explica.

Como entregar o presente
Na hora de contar quem você tirou, o interessante é demonstrar que você se preocupou em entregar algo que combine com as qualidades da pessoa. Evite elogiar demais, destacar alguma característica física ou fazer brincadeiras com o comportamento da pessoa. Apesar de se tratar de um momento de descontração, não esqueça que se está em ambiente de trabalho, ressalta. Se não souber o que dizer sobre o sorteado, conte como foi gostoso escolher o presente ou então descreva as atividades que ele realiza na empresa.

Embalagem
Capriche no embrulho: a embalagem gera expectativa em relação ao presente. Abra na frente da pessoa que recebeu e não se esqueça de agradecer. O presente deve agradar a pessoa não pelo seu preço, mas sim pelo que representa. O que interessa é o espírito de Natal, observa Lícia.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.