Homem que larga o emprego para cuidar da casa deve ter vergonha, diz pesquisa

Por Bárbara Ladeia - iG São Paulo

compartilhe

Tamanho do texto

Crítica é feita por 44% dos homens entrevistados pelo Data Popular; no entanto, 78% dos brasileiros afirmam respeitar uma mulher que troca a carreira pela casa

Você certamente já conheceu ou ouviu falar de alguma mulher que abandonou a carreira para cuidar da casa e dos filhos. Para a maior parte dos brasileiros, um cenário como esse não causa nenhum estranhamento – muito pelo contrário, é razoavelmente comum.

Getty Images
44% dos homens ouvidos pelo Data Popular são contra a figura do dono de casa

Experimente propor o raciocínio inverso. Segundo pesquisa do Data Popular, feita em parceria com o Tempo de Mulher, 42% dos homens afirmam não ter respeito nenhum por homens que tomem uma decisão como essa – 44% acham que a opção seria motivo de vergonha. No entanto, 78% dos pesquisados afirmam respeitar uma mulher que troca a carreira pela casa.

"Enquanto os homens não entenderem que o homem que cuida da casa e das crianças é tão macho quanto o que sustenta casa, haverá disparidades de salário e oportunidades no mercado de trabalho", afirma Renato Meirelles, presidente do Data Popular. A pesquisa também aponta que quatro em cada dez homens acham que o trabalho feminino é um obstáculo ao casamento.

O olhar discriminatório, no entanto, não está apenas na visão masculina. O levantamento aponta que um terço dos brasileiros prefere ter chefes homens – ainda que reconheçam diversas habilidades de liderança como características majoritariamente femininas. "Entre as mulheres ainda há muito machismo. Isso tem de ser combatido nos dois lados", explica Meirelles. Cerca de 59 milhões der brasileiros conhecem alguma mulher que já foi prejudicada no trabalho por essa diferenciação na avaliação profissional entre gêneros.

Leia tudo sobre: homemmulhermercado de trabalhodoméstico

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas