Atividades extras valorizam currículo

É esportista? Voluntário de ONG? Foi ao Tibet? Sorte sua, as empresas dão atenção a essas experiências na hora de recrutar

iG São Paulo | - Atualizada às

Ter participado da empresa júnior da faculdade, ser voluntário de uma ONG ou ter viajado para o exterior são destaques na formação valorizados pelas empresas. Não se trata de colocar no currículo tudo o que você já fez, mas sim descobrir atividades desenvolvidas que demonstrem sua dedicação a um tema, um hobby ou um esporte. Nessa hora vale a criatividade e a percepção para descobrir o que merecerá atenção do recrutador.  

Getty Images
Hobbies como fotografia podem contar pontos na seleção

No geral, atividades extras são bem-vindas para a seleção. Essas experiências demonstram que o candidato investiu tempo em desenvolver habilidades que fogem dos currículos escolares. “Experiências de vida são importantes e as empresas observam isso no recrutamento”, afirma Yolanda Brandão, analista de treinamento do Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube), um dos principais agentes para seleção de estágio, com mais de 5 mil empresas cadastradas.

Leia também: Especial: monte seu currículo

Vale lembrar que esses diferenciais podem ser o destaque de desempate logo no início do processo de seleção. De acordo com a gerente de captação de talentos da Monsanto, multinacional de biotecnologia voltada para agricultura, Patrícia Prieto, é bom expor estas experiências já no currículo, pois esses detalhes com certeza influenciam os recrutadores. Yolanda Brandão diz que até pequenas participações podem “saltar aos olhos”, seja em atividades do grêmio estudantil até participação em comissão de formatura.

Veja ainda: Como as redes sociais completam seu currículo

"Quem atuou da empresa júnior demonstra que tem iniciativa, decisão, liderança e mobilização", diz Carmem Lúcia Arruda Rittner, psicóloga e professora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Sobre experiências fora do País, a professora completa: “viagens, mesmo dentro do Brasil, preparam o jovem a entender que existem outros ambientes, outras realidades”.

Saiba mais: Hobbies ajudam a aumentar criatividade no trabalho

Veja abaixo o que os especialistas dizem analisar sobre o candidato quando uma dessas atividades são destacadas nos currículos:

Pesquisa científica acadêmica: Disciplina e organização

Empresa júnior da faculdade: Liderança, proatividade, poder de decisão e mobilização

Atividade como voluntário: Comunicação interpessoal, mobilização e iniciativa

Viagem para o exterior, intercâmbio: Autonomia, conhecer outros modos de vida e flexibilidade

Grêmio estudantil da faculdade: Mobilização, iniciativa, liderança e trabalho em equipe

Teatro, grupo folclórico: Comunicação e trabalho em equipe

Centro Acadêmico: Organização, mobilização e comunicação

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG