Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Carrefour espera abrir primeira loja na ¿?ndia este ano

A rede varejista francesa Carrefour anunciou nesta terça-feira que está em discussões para implantar unidades na ¿?ndia, já que o complicado ambiente econômico europeu pressiona a empresa a colocar em prática seu antigo plano de entrar no país. A empresa também disse que vai considerar rever seus ativos imobiliários para melhorar as operações de varejo ou financiar grandes projetos.

AE |

A rede varejista francesa Carrefour anunciou nesta terça-feira que está em discussões para implantar unidades na ¿?ndia, já que o complicado ambiente econômico europeu pressiona a empresa a colocar em prática seu antigo plano de entrar no país. A empresa também disse que vai considerar rever seus ativos imobiliários para melhorar as operações de varejo ou financiar grandes projetos. "Nós estamos procurando como podemos nos expandir para a ¿?ndia, esse grande mercado consumidor do futuro, onde eu acho que o Carrefour pode ter uma posição interessante", disse o executivo-chefe Lars Olofsson, na assembleia anual de acionistas da empresa. Olofsson também disse que está aberto a ofertas para as operações da empresa em mercados em que ela não esteja entre os dois maiores varejistas. Analistas dizem que possíveis candidatos à venda são as operações na Tailândia, Malásia e Cingapura. Embora não haja urgência de vender, "é minha obrigação examinar quaisquer propostas", disse Olofsson. "Eu prefiro colocar dinheiro em mercados com grande potencial", como China e Brasil, ele acrescentou. Mas o Carrefour tem lutado há anos para conseguir uma base na ¿?ndia, devido às regulamentações que proíbem varejistas estrangeiros de vender diretamente para consumidores indianos. Isso significa que eles vão precisar formar parcerias locais para instalar suas lojas. O executivo-chefe anterior da empresa, Jose Luis Duran, disse dois anos atrás que estava conversando com dois ou três potenciais parceiros e planejava abrir lojas atacadistas no ano passado, mas isso nunca se concretizou. As leis do país permitem que varejistas estrangeiros forneçam para donos de lojas através de operações no atacado. Olofsson disse nesta terça-feira que a empresa vai abrir sua primeira loja pague e leve, ou atacadista, na ¿?ndia em meados deste ano e ele espera anunciar seus parceiros para as operações de hipermercados nos próximos meses. O maior rival do Carrefour, a rede americana Wal-Mart já possui duas lojas atacadistas no país, através de sua parceria com a Bharti Enterprises, e tem planos de abrir mais 15 lojas nos próximos três anos.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG