Tamanho do texto

SÃO PAULO - A varejista francesa Carrefour terminou o ano de 2008 com lucro líquido quase 45% mais enxuto, de 1,271 bilhão de euros, perante os 2,299 bilhões de euros somados um ano antes. O resultado foi afetado por despesas não-recorrentes.

A receita total somou 88,225 bilhões de euros no calendário passado, excedendo em 5,9% os 83,295 bilhões de euros registrados em 2007. Livre de impostos, as vendas atingiram 86,966 bilhões de euros ante os 82,148 bilhões de euros de um ano antes.

Na França, seu mercado natal, as vendas do Carrefour subiram 0,9% em 2008, ficando em 37,968 bilhões. Na Europa, houve crescimento de 5,1% perante 2007, para 32,418 bilhões de euros. No caso da América Latina, as a empresa teve vendas de 10,505 bilhões de euros, com elevação de 27,9%.

O desempenho da companhia sublinha os sólidos fundamentos do grupo, destacou o executivo-chefe do Carrefour, Lars Olofsson. "Em um ambiente comercial que continua desafiador, focaremos em impulsionar nossa dinâmica de vendas ao mesmo tempo que melhoramos nossa organização e reduzimos nossos custos", sustentou.

O grupo irá propor pagar um dividendo de 1,08 euro por ação em 2008, sem mudança em relação a 2007. O dividendo será pago em 7 de maio de 2009.

Para este exercício, o Carrefour irá acelerar os cortes de preços e diminuir o gasto com capital para ajudar a retomar o crescimento das vendas e lidar com condições de negócios desafiadoras.

As informações são do Carrefour e agências internacionais.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.