SÃO PAULO - O lucro do Carrefour, segunda maior varejista do mundo, registrou forte baixa no ano passado, afetado por depreciação no valor de ativos e redução de preços para atrair consumidores. Em 2009, o lucro das operações recorrentes ficou em 385 milhões de euros, 70% menor ante o 1,274 bilhão de euros nos 12 meses antecedentes. O lucro líquido somou 327 milhões de euros, queda de 74,2% em relação ao 1,269 bilhão de euros de 2008.

As vendas declinaram 1,2%, para 86,967 bilhões de euros.

Na França, as vendas cederam 2,7% no ano passado, para 36,943 bilhões de euros. Na Europa, houve retração de 5,4%, ficando em 30,675 bilhões de euros. Já na América Latina e Ásia, o Carrefour apurou crescimento nas vendas em 2009, de 11,9% e 8,4%, nesta ordem, atingindo 11,758 bilhões de euros e 6,586 bilhões de euros.

A câmbio constante, as vendas tiveram expansão de 17,1% na América Latina e de 4,5% na Ásia.

(Juliana Cardoso | Valor, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.