Seul, 14 - O parlamento da Coréia do Sul abriu hoje um inquérito para investigar o acordo de importação de carne bovina dos Estados Unidos, que resultou em inúmeros protestos pelo país. A investigação trará o foco novamente para o controverso acordo firmado entre os dois países justamente no momento em que os protestos começam a diminuir.

A Coréia do Sul suspendeu as importações de carne bovina dos EUA em 2003 após a confirmação de um caso da doença da vaca louca. Em abril de 2008, o país fechou um acordo com os EUA para retomar as importações a fim de abrir caminho para um acordo de livre comércio mais amplo entre os dois países.

Segundo críticos, o governo firmou o acordo para agradar o governo americano e ignorou os supostos perigos da doença.

O partido do presidente Lee Myung-Bak concordou com a investigação parlamentar de 38 dias como parte de um acordo para persuadir a oposição a anular um boicote que impediu a abertura da legislatura. Um grupo de 18 legisladores irá questionar autoridades do governo, incluindo o ministro da Agricultura e o ministro do Comércio. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.