Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Captação de previdência desacelera em agosto, mas é recorde no ano

SÃO PAULO - O segmento de previdência privada atingiu captação recorde nos oito primeiros meses do ano, com R$ 20 bilhões. A arrecadação supera em 18,5% o valor acumulado no mesmo período do ano passado, segundo dados da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi), que congrega 89 empresas do setor.

Valor Online |

A avaliação do desempenho do setor isolada no mês de agosto mostra captação de R$ 2,2 bilhões. Este volume revela um crescimento mais tímido em relação ao que vinha sendo observado, de apenas 3,7% em relação ao mesmo período de 2007.

No acumulado do ano, o aumento foi puxado pelo VGBL, responsável por uma fatia de R$ 15 bilhões do total arrecadado. Entre os meses de janeiro e agosto, as contribuições para o VGBL cresceram 25,3% sobre os R$ 12 bilhões recebidos em igual período de 2007. Já o PGBL elevou em 6,7% a captação, passando de R$ 2,7 bilhões para R$ 2,9 bilhões na comparação dos oito primeiros meses de 2007 e 2008.

O levantamento da Fenaprevi mostra ainda que as contribuições para os planos tradicionais caíram de R$ 2,2 bilhões contra R$ 2,1 bilhões (variação de -4,5%). Produtos como FAPI, PGRP e VGRP arrecadaram juntos R$ 1,90 milhão, ante R$ 1,94 milhão do ano passado, com queda de 2%.

Os destaques desse período foram os planos para menores de 21 anos, que cresceram 42,8%, consolidando captação de R$ 1,4 bilhão. Os planos individuais também mostraram uma evolução significativa de 18,1%, totalizando R$ 15,9 bilhões. Os planos corporativos, por sua vez, responderam por R$ 2,8 bilhões no período, elevando-se em 12% sobre igual período do ano passado.

As provisões do setor de previdência privada atingiram a marca de R$ 135,2 bilhões em agosto, quantia 22,4% superior à registrada no ano passado. A carteira de investimentos, que inclui reservas técnicas, reservas livres, capital de seguradoras e outros valores, cresceu 19,5% em 12 meses até agosto, para R$ 139,3 bilhões.

Com base nos dados de janeiro a julho, a Bradesco Vida e Previdência liderou o ranking de captação da Fenaprevi, com 34,43% do total arrecadado. Ela foi seguida pelo Itaú (18,21%), BrasilPrev (11,61%), Caixa (11,44%), Unibanco (6,79%), HSBC (4,56%), Santander (3,48%), Real Tókio Marine (3,09%), Icatu Harford (0,80%) e Capemisa (0,77%). Juntas, as demais seguradoras captaram 4,82% do total do segmento.

(Adilson Fuzo | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG