Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Canadá anuncia ajuda condicional ao setor automobilístico

O governo do Canadá e a província de Ontario chegaram a um acordo para fornecer, sob condições, ao setor automobilístico canadense, uma ajuda de cerca de 2,8 bilhões de dólares, anunciou na sexta-feira à noite o ministro da Indústria, Tony Clement.

AFP |

 

Esta ajuda, que corresponde à participação do Canadá na produção automobilística norte-americana, está submetida a diversas condições. A primeira delas é que os Estados Unidos adotem um plano de resgate para suas três principais montadoras, Ford, Chrysler e General Motors.

"Estamos prontos para agir rapidamente, assim que os americanos aprovarem uma ajuda", declarou Clement à imprensa em Toronto.

O Senado americano rejeitou na noite de quinta-feira um plano de resgate de 14 bilhões de dólares para o setor automobilístico.

A ajuda do Canadá seria proporcional à participação do país na produção das três grandes montadoras, que segundo Clement é de 20%. Esta ajuda seria, portanto, equivalente a 20% dos 14 bilhões estudados pelos Estados Unidos, ou seja, de cerca de 2,8 bilhões de dólares (3,5 bilhões de dólares canadenses).

Como a indústria automobilística dos dois lados da fronteira é estreitamente integrada, Clement destacou que "qualquer ação dos governos federal e da província para apoiar uma reestruturação também deve ser integrada com o que será feito nos Estados Unidos".

Entre as condições deste apoio, o ministro canadense também insistiu que "os fabricantes de veículos e de peças deverão trabalhar juntos em um plano de longo prazo para sua indústria".

Ford, Chrysler e GM possuem importantes redes de montagem na província de Ontario, o coração da indústria automobilística canadense, onde este setor é responsável por 120.000 empregos diretos e mais de 300.000 indiretos.

Leia mais sobre: setor automobilístico



Leia tudo sobre: automóveis

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG