Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Cana puxa alta de 4,1% nos preços agropecuários, divulga IEA

Ribeirão Preto, SP, 09 - Os preços recebidos pela agropecuária paulista encerraram 2008 com alta de 4,12%, mas variaram apenas 1,01% se excluída a cana-de-açúcar, principal cultura do Estado de São Paulo. Os dados são do Instituto de Economia Agrícola (IEA), que divulgou hoje o resultado acumulado do Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR).

Agência Estado |

O órgão apontou ainda alta de 3,58% no Índice dos Produtos de Origem Vegetal (IqPR-V) e de 4,62% no animal (IqPR-A). Se a cana, que teve uma variação de preços de 7,89% no ano passado, fosse excluída, o IqPR-V apontaria uma variação negativa de 3,38% em 2008.

De acordo com a análise do IEA, os dados apontam que os preços no ano de 2008 não estiveram entre os que mais pressionaram os índices de inflação no Estado, já que o IqPR-V, que contempla todos os produtos, teve variação anual menor que os 5,9% do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado hoje, que mensura a inflação oficial.

No entanto, o comportamento dos preços agropecuários acumulados variou bastante durante 2008, com forte alta durante todo o primeiro semestre e pico de 14% de aumento até julho e queda acentuada na segunda metade do ano passado, com o fechamento em 4,12%.

O período de pico nos preços coincidiu ainda com a decisão de plantio da safra de verão e ainda com o de alta nos insumos como fertilizantes e óleo diesel. "Isso configura na safra de verão 2008/09 uma situação de descompasso entre preços e custos afetando a rentabilidade da agropecuária", informou o IEA em sua análise.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG