Madri, 15 abr (EFE).- A Campus Party Europa começou hoje em Madri, com 800 jovens procedentes de 27 países europeus participando de uma convocação especial que será a "vitrine de vanguarda europeia" até o próximo dia 18.

Madri, 15 abr (EFE).- A Campus Party Europa começou hoje em Madri, com 800 jovens procedentes de 27 países europeus participando de uma convocação especial que será a "vitrine de vanguarda europeia" até o próximo dia 18. Com um lema que reúne a ideia sobre a união de talentos faz o futuro, a ministra de Ciência e Inovação espanhola, Cristina Garmendia, inaugurou hoje a reunião, organizada por ocasião da Presidência espanhola da UE, e que reunirá até no domingo 800 jovens europeus em Madri. Garmendia disse que a Campus Party simboliza muitas faces que recebem incentivos na Europa, onde a ciência seja "uma ferramenta de inclusão social e luta contra a pobreza". "É a maior concentração de talentos da rede", destacou Garmendia. Durante quatro dias, os jovens - que tiveram de apresentar projetos para serem selecionados - da Campus Party participarão de conferências, oficinas e apresentações de projetos. Nesta edição haverá três zonas de conteúdo: ciência, criatividade digital e inovação. Os jovens participantes também conhecerão iCub, um robô humanoide e aprenderão novas aplicações de "modding" para a redução no consumo dos computadores, entre outros. Além destes debates e trabalhos, Campus Party Europa entregará dois prêmios, um deles à inovação, a ciência e a criatividade digital, onde os 60 melhores projetos se exibirão. O outro prêmio será para a melhor ideia apresentada que contribua à luta contra a pobreza e a exclusão social por meio das novas tecnologias e internet. EFE nca/dm
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.