Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Câmara dos EUA busca estímulo econômico de US$825 bi

Por Richard Cowan WASHINGTON (Reuters) - Líderes democratas da Câmara dos Deputados norte-americana revelaram nesta quinta-feira uma proposta de 825 bilhões de dólares em gastos e corte de impostos com que esperam ajudar o presidente eleito, Barack Obama, a reverter o declínio da economia.

Reuters |

O projeto de lei, que ampliaria o já significativo déficit orçamentário de 1,2 trilhão de dólares previsto para este ano, combinaria 550 bilhões de dólares em iniciativas emergenciais de gastos com 275 bilhões de dólares em benefícios fiscais temporários.

O objetivo, de acordo com a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, é criar e preservar até 4 milhões de empregos.

Obama pediu ao Congresso que aja rapidamente, sob risco de ver a economia se deteriorar ainda mais.

Pelosi reconheceu que o anúncio da proposta é apenas um "primeiro passo" de uma longa batalha no Congresso e que o custo final do pacote pode mudar.

Na próxima quarta-feira, um dia após a posse de Obama um comitê da Câmara planeja fazer uma detalhada revisão do projeto, dando aos republicanos oportunidade de propor mudanças.

Outros dois comitês vão analisar o projeto.

Uma das propostas tributárias visa fazer com que recursos cheguem imediatamente a construtores e outros atingidos fortemente pelo colapso do mercado imobiliário.

A proposta também inclui outras reduções de impostos para investimentos e confirma uma promessa de campanha de Obama para dar aos trabalhadores crédito tributário de 500 dólares e 1.000 dólares por casal.

Pelo lado dos gastos, o projeto comprometeria bilhões de dólares para projetos que incluem reconstrução de rodovias e pontes e ajuda a escolas.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG