Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Calote de exportadora de café vira caso de polícia na Indonésia

Jacarta, 18 - Fornecedores de café da Indonésia representando milhares de produtores procuraram a ajuda da polícia para reaver café do PT Tripanca Group depois que a empresa exportadora deu calote. Informamos à polícia que a Tripanca está em poder de café pelo qual não pagou.

Agência Estado |

Queremos esse café de volta para que possamos vendê-lo para outras exportadoras antes que os preços caiam ainda mais", afirmou Juanto Muhajirin, porta-voz dos fornecedores.

A atual crise de crédito e a queda na demanda global por commodities reduziram os preços do café ma Indonésia em cerca de 30% desde agosto. Os preços estão atualmente em torno de 14.000 a 15.000 rupias por quilo.

Segundo Albert Tiensa, advogado que representa a Tripanca, o café foi confiscado pelos bancos Mega e Deutsche Bank depois que a empresa deu calote em empréstimos. "A Tripanca deve cerca de 300 bilhões de rupias (US$ 25,200 milhões) para seus fornecedores. A empresa usou o café como garantia para o pagamento de empréstimos para pagar os fornecedores", disse ele.

Muhajirin exige o pagamento referente a 5 mil toneladas de café robusta em nome dos produtores e outros fornecedores. "Levando em consideração preços em torno de 15.000 rupias por quilo, a Tripanca nos deve 75 bilhões de rupias. Se a empresa não pode pagar, deve nos devolver o café", afirmou ele. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG