Caixa diz que crise fez Petrobras e outras empresas procurá-la" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Caixa liberou R$ 20,4 bilhões em financiamentos imobiliários até novembro

SÃO PAULO - A Caixa Econômica Federal (CEF) registrou financiamento habitacional recorde no acumulado do ano de janeiro a novembro, totalizando R$ 20,4 bilhões, o que representa um porcentual 60% superior ao registrado no mesmo período do ano passado. Segundo o Banco, o montante a ser financiado até o final de 2008 deve ficar na casa dos R$ 22,8 bilhões, o que representará 500 mil contratos liberados. http://ultimosegundo.ig.com.br/economia/2008/12/02/caixa_diz_que_crise_fez_petrobras_e_outras_empresas_procura_la_3102069.html target=_topCaixa diz que crise fez Petrobras e outras empresas procurá-la

Lecticia Maggi, repórter do Último Segundo |

No ano, até a última sexta-feira (dia 28), o número de financiamentos chegou a 446 mil contratos. Para 2009, a Caixa espera ultrapassar o valor, mantendo as condições de prazo e as taxas de juros. O vice-presidente da CEF, Jorge Hereda, informa que a expectativa para o próximo ano é de crescer 20% sobre a base de 2008.

Questionado se a crise financeira global não reduziria essa projeção, o executivo disse que a turbulência não deve afetar o mercado de financiamentos habitacionais. "A Caixa já assistiu várias crises, esteve dentro de algumas, mas o público deve continuar recebendo crédito. Não vamos abrir mão de nossas operações por nenhuma crise", afirmou o executivo da CEF.

A Caixa informou que foram assinados, em média, 1.924 mil contratos por dia durante os 11 meses relatados. Se considerada apenas a média deste segundo semestre, este número sobe para 2.476 mil financiamentos liberados. 

No período de janeiro a novembro, somente no Estado de São Paulo, os financiamentos somaram R$ 5,9 bilhões, com uma expansão de 57% na comparação com o mesmo período de 2007.

Capital de giro

De acordo com a Caixa, os primeiros contratos para financiamento de capital de giro para empresas do setor de construção já foram assinados. A CEF tem R$ 3 bilhões para esse tipo de crédito, com recursos da poupança. A taxa de juros cobrada fica entre 10% e 11% ao ano, mais a Taxa Referencial (TR).

(Com informações da Agência Estado)

Leia mais sobre: Financiamento imobiliário 

Leia tudo sobre: caixacaixa econômica federal

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG