O Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) autorizou ontem a Caixa Econômica Federal a fazer acordos na Justiça com cerca de 63 mil trabalhadores titulares de contas do FGTS, existentes até o início dos anos 70, e quitar uma dívida de R$ 713 milhões. A dívida decorre da mudança feita em 1971 na forma de correção dos saldos das contas.

Vários trabalhadores se sentiram prejudicados com a mudança e entraram com ações requerendo a diferença. A Caixa ainda publicará norma específica sobre o assunto, o que deve ocorrer dentro de 60 a 90 dias.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.