A Caixa Econômica Federal (CEF) informou hoje, por meio de sua assessoria de imprensa, que irá comprar ao menos 12 carteiras de crédito consignado de outros bancos, nas condições estabelecidas na circular nº 3.407 do Banco Central, que inclui o desconto de 40% sobre o valor do recolhimento do compulsório sobre depósitos a prazo.

Segundo a Caixa, há potencial para que o número de negócios fechados chegue a 20.

O mesmo interesse tem o Banco do Brasil nesse segmento de crédito, mas não informou com quantas instituições mantém conversas. O Banco do Brasil é líder no segmento de crédito consignado, com carteira de R$ 14 bilhões em junho, um crescimento de 37,9% em relação ao mesmo mês do ano passado. O banco privado tem uma participação de 20% nesse mercado.

Na última segunda-feira (dia 6), o presidente da Nossa Caixa, Milton Luiz de Melo Santos, afirmou que até o fim deste mês a instituição deverá anunciar um número "considerável" de acordos para a compra de carteiras de crédito, mas ressaltou que as negociações tiveram início antes da medida do BC que tornou mais atrativo aos grandes bancos esse tipo de aquisição. Segundo ele, as negociações ocorrem com seis instituições.

Entre os bancos privados, o Unibanco informou, também via assessoria de imprensa, que estuda a compra de carteiras de crédito nas condições estabelecidas na circular do BC.

Ao fim de junho, o Unibanco tinha uma carteira de crédito consignado de R$ 4,499 bilhões, valor 22,1% superior ao registrado no mesmo mês de 2007. Desse total, R$ 2,625 bilhões eram de crédito adquiridos de outras instituições, como o banco Cruzeiro do Sul.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.