Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Cai ritmo de expansão do comércio eletrônico brasileiro no 1° semestre

SÃO PAULO - A expansão no faturamento do comércio eletrônico brasileiro desacelerou no primeiro semestre deste ano, se comparada com igual período de 2007. A forte base de comparação, assim como a incerteza em relação aos juros no país, foram os fatores que mais influenciaram na queda no ritmo, afirma a consultoria eletrônica E-bit. Ainda assim, o valor médio pago pelos consumidores por transação (tíquete médio) cresceu nos primeiros seis meses do ano.

Valor Online |

Entre janeiro e junho deste ano, o comércio eletrônico do país registrou faturamento de R$ 3,8 bilhões, contra R$ 2,6 bilhões no ano passado. Isso representa um aumento de 45%, abaixo da média de expansão de 51% apresentada pelo setor nos primeiros semestres dos últimos quatro anos.

Nos próximos anos a taxa de crescimento do setor deve diminuir de ritmo, avalia o diretor-geral do E-bit, Pedro Guasti. A base de comparação fica cada vez maior e não é possível manter eternamente taxas de expansão de 51%. Ainda é possível aumentar a penetração do comércio eletrônico no Brasil, mas em um ritmo menos intenso, acrescenta.

Embora o aumento nas receitas do comércio eletrônico tenha começado a desacelerar, Guasti lembra que o tíquete médio do setor cresceu 9% no mesmo semestre. Enquanto entre janeiro e junho de 2007 a média de gastos do brasileiro na internet era de R$ 296, no mesmo intervalo deste ano ela subiu para R$ 324. Entre os primeiros semestres de 2006 e 2007, o aumento havia sido de apenas 3,1% no tíquete médio, segundo dados da E-bit.

Os consumidores brasileiros têm adquirido produtos de maior valor agregado, como computadores, celulares e outros eletroeletrônicos, o que contribuiu para a alta do tíquete médio, afirmou Guasti, acrescentando que as vendas de celulares tiveram participação significativa no resultado dos seis primeiros meses deste ano.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG