Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Caged e IBGE têm diferença de metodologia

Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho mede apenas os trabalhadores com carteira assinada, ao receber as informações das empresas sobre trabalhadores demitidos e contratados em todas as empresas do Brasil. Enquanto isso, o IBGE apura emprego formal e informal, porém limitado a seis regiões metropolitanas: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife e Porto Alegre.

Agência Estado |

"Se uma pessoa não estiver trabalhando, mas também não estiver procurando emprego, ela oficialmente não está desempregada", explica o professor da Unicamp e ex-ministro do Trabalho, Walter Barelli.

Em dezembro, por causa dos temporários, o números de trabalhadores formais e informais aumenta. Por outro lado, muitas pessoas deixam de procurar emprego por ser o fim do ano e época de festas. "Isso influencia os números", diz o ex-ministro. "Agora, o governo não deveria apenas se preocupar com as 654 mil vagas fechadas segundo o Caged, e sim com o total de 1,6 milhão de desempregados que o IBGE mostrou, só nas regiões metropolitanas." Segundo Barelli, no Brasil todo esse número deve chegar a 2,5 milhões. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG