Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Cafeicultor quer opção pública e conversão de dívida em produto

São Paulo, 11 - Os produtores de café querem converter parte da dívida em produto físico (sacas de café). Proposta neste sentido foi levantada ontem durante audiência pública na Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados, em Brasília.

Agência Estado |

Os produtores querem, ainda, um programa de Leilões de Opções Públicas para um volume de 3 milhões de sacas de 60 kg, as quais seriam adquiridas pelo governo federal por um valor de R$ 1 bilhão.

Conforme informações do presidente do Conselho Nacional do Café (CNC), Gilson Ximenes, a idéia é que os produtores destinem até 5% da produção anual para o pagamento do passivo consolidado em 31 de dezembro de 2008, consideradas as operações inadimplentes do Funcafé e das demais fontes de crédito, de maneira que o restante seja liquidado em até 20 anos.

Dessa forma, o setor pretende tornar viável a recomposição dos estoques governamentais, necessários para o abastecimento da indústria nacional em caso, por exemplo, de queda na produção interna; a redução do risco bancário da atividade; bem como melhorar o acesso dos cafeicultores às linhas de crédito rural.

Durante a audiência, os produtores alertaram para a necessidade de uma política de renda ao setor, já que os custos de produção superam os preços recebidos pelo grão. Estima-se que nos últimos 14 anos o preço dos insumos cresceu até 567%, enquanto o preço do café avançou apenas 23%.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG