Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Cade aprova reestruturação do setor petroquímico

O Conselho Administrativo do Desenvolvimento Econômico (Cade) aprovou hoje, com restrições, operações que reestruturaram o setor petroquímico no Brasil. As restrições consistiram em ajustes na cláusula de não-concorrência pelos quais os ex-proprietários das empresas vendidas a um consórcio liderado pela Petrobras se comprometem a não retornar, por cinco anos, aos mercados das companhias que as compraram.

Agência Estado |

Esses ajustes fazem com que a cláusula de não-concorrência passe a ser regional e não necessariamente nacional.

No ano passado, o consórcio formado por Petrobras, Braskem e Ultra adquiriram as refinarias e os ativos então pertencentes à Ipiranga no setor petroquímico. Além disso, a Petrobras, sozinha, adquiriu a Suzano Petroquímica, e a Unipar, também sozinha, as participações da Dow Chemical na Petroquímica União e fábricas de polietileno da Dow no interior São Paulo.

Com essas operações, a Unipar passou a ser controladora da Companhia Petroquímica do Sudeste (Quator); a Braskem passou a controlar a Companhia Petroquímica Sul; e a Petrobras passou a ser sócia minoritária nessas duas petroquímicas.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG