Tamanho do texto

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) publicou hoje no Diário Oficial da União decisão que aprova a compra, pela Petrobras, de ativos do Grupo Ipiranga nas Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Os ativos incluem distribuição de combustíveis líquidos e lubrificantes; lojas de conveniência e comercialização e distribuição de materiais betuminosos.

A decisão foi tomada em reunião do Cade de 17 de dezembro passado, mas com restrições.

A compra de ativos foi condicionada à possibilidade dos donos de postos Ipiranga, em 21 municípios do Norte, Nordeste e Centro-Oeste, trocarem suas marcas por outras bandeiras até 2012, sem ter de pagar multa rescisória à Petrobrás - que passou a ser dona da distribuição de combustíveis da Ipiranga nessas regiões. A soma da quantidade de postos das bandeiras BR (Petrobras) e Ipiranga e também do volume de vendas dessas duas marcas ultrapassam 50% do mercado, segundo o Cade.

O conselho aprovou também a compra da distribuidora de asfalto da Ipiranga, a Iasa, pela Petrobras. Mas a determinação é que a estatal dê às demais distribuidoras de asfalto do País as mesmas condições que dará à Iasa e que dá à BR.

A Petrobras terá ainda que vender a estrutura de estocagem que adquiriu da Ipiranga no Distrito Federal e arrendar parte da capacidade de estocagem que adquiriu da empresa no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Somados, os tanques da BR e da Ipiranga representam hoje mais de 50% da capacidade de estoque de combustíveis nas três unidades da Federação.