O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou hoje a compra da companhia americana de bebidas Anheuser-Busch pela belgo-brasileira InBev.

Acordo Ortográfico

O conselheiro Vinicius Carvalho, relator do processo sobre o ato de concentração, concluiu, em seu parecer, que a compra "não acarreta efeitos anticompetitivos nem possibilita o exercício do poder de mercado".

Carvalho ressaltou que os pareceres técnicos da Secretaria de Direito Econômico (SDE), do Ministério da Justiça, da Secretaria de Acompanhamento Econômico (Seae), do Ministério da Fazenda, e da Procuradoria do Cade confirmam que não há qualquer obstáculo de natureza concorrencial à aprovação da operação.

A InBev comprou a Anheuser-Busch em julho deste ano, por cerca de US$ 52 bilhões. A participação de Anheuser-Busch no mercado brasileiro de cerveja é de 0,0123% e a da InBev é de 67,79%, enquanto a soma da participação das demais é de 32,19%.

Leia mais sobre a compra da Anheuser-Busch pela InBev

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.