Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Caçadores de ofertas alavancam bolsas asiáticas

Após quatro sessões seguidas no vermelho, os mercados da Ásia fecharam em alta, estimulados pela presença dos caçadores de ofertas. Permaneceram, contudo, as preocupações sobre a redução do crescimento global, além da atenção aos resultados do terceiro trimestre das empresas.

Agência Estado |

Uma poderosa recuperação nas ações do setor financeiro levou a Bolsa de Hong Kong a atingir seu terceiro maior rali da história. O índice Hang Seng disparou 14,4% e terminou aos 12.596,29 pontos.

Na China, o rali nos demais mercados asiáticos estimulou a entrada, no pregão da tarde, de investidores em busca de ofertas em ações do setor financeiro. Isso ajudou a reverter as fortes perdas da abertura da sessão, levando a Bolsa de Xangai a interromper uma seqüência de cinco dias seguidos de queda. O índice Xangai Composto subiu 2,8% e encerrou aos 1.771,82 pontos. Já o Shenzhen Composto avançou 2,2% e terminou aos 483,27 pontos. Yuan - A venda de dólar pelos principais bancos chineses fez o yuan se valorizar em relação à unidade norte-americana, após um fraco início de pregão. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,8390 yuans, de 6,8523 yuans do fechamento de segunda-feira.

As compras por parte de fundos governamentais e a presença dos compradores de papéis baratos, após a Bolsa de Taipé cair 12% nas quatro últimas sessões, levaram o mercado de Taiwan a fechar em modesta alta. O índice Taiwan Weighted subiu 0,8% e encerrou aos 4.399,97 pontos. Depois de cair até 4,8% no meio do pregão, o índice Kospi da Bolsa de Seul, na Coréia do Sul, mudou de direção e encerrou com alta de 5,6%, aos 999,16 pontos. Após sofrer na véspera sua maior queda do ano, a Bolsa de Manila, nas Filipinas, terminou o dia em ligeira baixa. Em sessão oscilante e com fraco volume de negociações, o índice PSE Composto caiu 0,55% e fechou aos 1.704,41 pontos. Já a Bolsa de Sydney, na Austrália, não conseguiu se livrar das preocupações acerca da turbulência financeira global e amargou sua quinta queda consecutiva. O índice S&P/ASX 200 recuou 0,4% e fechou aos 3.794,6 pontos.

A Bolsa de Cingapura fechou em alta seguindo as demais asiáticas, também por conta das procuras por ofertas. O índice Strait Times teve alta de 4,1% e terminou aos 1.666,49 pontos. O mercado indonésio teve forte baixa, devido à venda de investidores estrangeiros e preocupações de que a contínua desvalorização da rupia possa sobrecarregar os débitos de muitas empresas e afetar a economia como um todo. O índice composto da Bolsa de Jacarta caiu 4,7% e fechou aos 1.111,39 pontos. Na Tailândia, o mercado encerrou no azul após ter caído 19% nas últimas três sessões, com compras de papéis em oferta, mas a alta foi limitada por realizações de lucros. O índice SET da Bolsa de Bangcoc subiu 2,7% e fechou aos 398,04 pontos. O mercado malaio encerrou um tumultuado dia de negociações com o crescimento das preocupações sobre a saúde da economia global e o sistema financeiro atuando com catalisador para os fundos estrangeiros saírem do mercado. O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur cedeu 3,1% e fechou aos 832,44 pontos. As informações são da Dow Jones

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG