Após quatro sessões seguidas no vermelho, os mercados da Ásia fecharam em alta, estimulados pela presença dos caçadores de ofertas. Permaneceram, contudo, as preocupações sobre a redução do crescimento global, além da atenção aos resultados do terceiro trimestre das empresas.

Uma poderosa recuperação nas ações do setor financeiro levou a Bolsa de Hong Kong a atingir seu terceiro maior rali da história. O índice Hang Seng disparou 14,4% e terminou aos 12.596,29 pontos.

Na China , o rali nos demais mercados asiáticos estimulou a entrada, no pregão da tarde, de investidores em busca de ofertas em ações do setor financeiro. Isso ajudou a reverter as fortes perdas da abertura da sessão, levando a Bolsa de Xangai a interromper uma seqüência de cinco dias seguidos de queda. O índice Xangai Composto subiu 2,8% e encerrou aos 1.771,82 pontos. Já o Shenzhen Composto avançou 2,2% e terminou aos 483,27 pontos. Yuan - A venda de dólar pelos principais bancos chineses fez o yuan se valorizar em relação à unidade norte-americana, após um fraco início de pregão. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,8390 yuans, de 6,8523 yuans do fechamento de segunda-feira.

As compras por parte de fundos governamentais e a presença dos compradores de papéis baratos, após a Bolsa de Taipé cair 12% nas quatro últimas sessões, levaram o mercado de Taiwan a fechar em modesta alta. O índice Taiwan Weighted subiu 0,8% e encerrou aos 4.399,97 pontos. Depois de cair até 4,8% no meio do pregão, o índice Kospi da Bolsa de Seul , na Coréia do Sul, mudou de direção e encerrou com alta de 5,6%, aos 999,16 pontos. Após sofrer na véspera sua maior queda do ano, a Bolsa de Manila , nas Filipinas, terminou o dia em ligeira baixa. Em sessão oscilante e com fraco volume de negociações, o índice PSE Composto caiu 0,55% e fechou aos 1.704,41 pontos. Já a Bolsa de Sydney , na Austrália, não conseguiu se livrar das preocupações acerca da turbulência financeira global e amargou sua quinta queda consecutiva. O índice S&P/ASX 200 recuou 0,4% e fechou aos 3.794,6 pontos.

A Bolsa de Cingapura fechou em alta seguindo as demais asiáticas, também por conta das procuras por ofertas. O índice Strait Times teve alta de 4,1% e terminou aos 1.666,49 pontos. O mercado indonésio teve forte baixa, devido à venda de investidores estrangeiros e preocupações de que a contínua desvalorização da rupia possa sobrecarregar os débitos de muitas empresas e afetar a economia como um todo. O índice composto da Bolsa de Jacarta caiu 4,7% e fechou aos 1.111,39 pontos. Na Tailândia, o mercado encerrou no azul após ter caído 19% nas últimas três sessões, com compras de papéis em oferta, mas a alta foi limitada por realizações de lucros. O índice SET da Bolsa de Bangcoc subiu 2,7% e fechou aos 398,04 pontos. O mercado malaio encerrou um tumultuado dia de negociações com o crescimento das preocupações sobre a saúde da economia global e o sistema financeiro atuando com catalisador para os fundos estrangeiros saírem do mercado. O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur cedeu 3,1% e fechou aos 832,44 pontos. As informações são da Dow Jones

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.