Tamanho do texto

A Citroën não arriscou muito na reestilização de seu carro-chefe no Brasil. O C3 acaba de chegar à linha 2009 com mudanças mais que discretas, que consistem em retoques na grade e pára-choque dianteiros, calotas, rodas, revestimento dos bancos e alavanca do câmbio.

Fora isso, houve ajuste na suspensão e melhoria no isolamento acústico no hatch produzido em Porto Real (RJ).

A boa notícia é que os preços diminuíram. Agora o C3 parte de R$ 39.990 (GLX 1.4) e chega a R$ 48.980 na versão topo, XT-R 1.6 (a tabela anterior variava de R$ 41.590 a R$ 52.290).

Os propulsores, ambos com tecnologia flexível, não mudaram. O 1.4 rende até 82 cavalos (com álcool). Já o 1.6 entrega 113 cv, também com 100% do combustível vegetal no tanque.

Um dos objetivos da Citroën foi deixar o compacto mais silencioso e, durante avaliação realizada por Autos (andamos na opção 1.4), não restou dúvida: essa meta foi atingida. O nível de ruído na cabine, que já não era alto, ficou ainda menor.

Um ponto fraco que poderia ter melhorado é a posição dos botões que regulam vidros elétricos e retrovisores laterais.

Quanto à suspensão, na prática as mudanças surtiram pouco efeito. O sistema recebeu ajustes nos amortecedores e molas. Durante a avaliação, deu para sentir que os impactos do veículo com buracos e pisos irregulares, por exemplo, agora são mais bem absorvidos. Mas não espere milagres.

Mesmo com regulagem de altura para bancos e volante (este também ajustável em profundidade), não é fácil encontrar uma boa posição de dirigir. Em compensação, a direção com assistência elétrica proporciona rodar macio.

O destaque desse hatch, sem dúvida, é a boa visibilidade proporcionada pela grande área envidraçada. O acabamento mantém o padrão da linha anterior. Como novidade agora há ar-condicionado digital como opcional (no caso das 1.6 Exclusive e XT-R, o item é de série).

Com as atualizações a Citroën espera que as vendas do C3 aumentem 15%, passando das atuais 3.500 para cerca de 4 mil unidades mensais. Apesar das poucas mudanças, a expectativa positiva se deve principalmente ao fato de o preço do modelo ter sido reduzido.

Lançado em 2003, o C3 tem como principais rivais Fiat Punto e Volkswagen Polo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.