Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bush vai suspender a moratória sobre a exploração de petróleo em alto mar

O presidente americano, George W. Bush, vai anunciar nesta segunda-feira a suspensão de uma norma executiva que proíbe a prospecção de petróleo no mar e pedirá aos legisladores que façam o mesmo, informou Dana Perino, porta-voz da Casa Branca.

AFP |

"O presidente vai anunciar que decidiu suspender a moratória executiva sobre a exploração petroleira no mar continental americano", durante um discurso público às 17H30 GMT (14H30 de Brasília), disse Perino.

A porta-voz destacou que esta medida não será suficiente para autorizar as prospecções, "porque o Congresso deve também aprovar a suspensão das restrições de natureza legislativa".

Os estados deverão decidir em seguida se vão ou não autorizar as prospecções. O anúncio desta decisão representa, de qualquer forma, uma mudança da parte do presidente americano.

Quando tomou a iniciativa de defender a suspensão desta interdição em 18 de junho, Bush havia dito que o Congresso, onde seus adversários democratas são majoritários, deveria dar o primeiro passo legislativo e que ele seguiria o movimento.

Ao incentivar a retomada das prospecções, Bush dá peso ao discurso de John McCain, republicano como ele e candidato à sua sucessão, que comentou ontem que adotaria esta medida.

Segundo os democratas, esta medida não passa de uma jogada eleitoral, que não vai reduzir os preços da commodity porque seriam necessários vários anos de exploração para produzir uma gota de petróleo.

A alta dos preços do petróleo e da gasolina vem afetando cada vez mais os hábitos dos americanos, até agora pouco atenciosos com seu consumo. Este é um tema importante da campanha presidencial.

A porta-voz de Bush admitiu que a retomada das prospecções não resolveria o problema a curto prazo, mas explicou que enviaria um sinal aos mercados.

"Acreditamos que isso não deve demorar. Quanto mais cedo os parlamentares agirem, mais rápido sinalizaremos o mercado de que levamos o assunto a sério", afirmou.

Diante da disparada dos preços do petróleo, a administração Bush considera necessário aumentar a oferta internacional e destaca que é importante que os Estados Unidos dêem o exemplo.

Uma moratória federal em vigor desde 1981 interditou a exploração e as prospecções em toda a costa Atlântica e Pacífica e uma parte do Golfo do México.

A questão da suspensão da moratória vai além das tendências políticas das pessoas. O governador republicano da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, que portanto apóia a candidatura de McCain, é contra.

Nesta segunda-feira, o petróleo está sendo negociado em alta em Nova York, num mercado ainda preocupado. Por volta das 13H GMT, o barril de "light sweet" para entrega em agosto custava US$ 145,55 no New York Mercantile Exchange (Nymex), em alta de 50 centavos em relação a seus preços de fechamento na sexta-feira.

ok/cn/lm

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG