Tamanho do texto

WASHINGTON - O presidente dos EUA, George W. Bush, sancionou a legislação do setor imobiliário, o Ato de Recuperação Econômica e Moradia de 2008, divulgou a CNN, citando comunicado da Casa Branca. http://ultimosegundo.ig.com.br/economia/2008/01/16/entenda_a_crise_do_subprime_1154315.html target=_blankEntenda a crise do subprime

O pacote imobiliário, que inclui medidas emergenciais para ajudar as agências hipotecárias Fannie Mae e Freddie Mac, criando um novo regulador para os titãs do setor de hipoteca e formando um fundo de US$ 300 milhõespara ajudar proprietários de imóveis endividados,foi aprovado pelo Senado americano no sábado.

"Esperamos estabelecer novas autoridades para melhorar a confiança e a estabilidade nos mercados e oferecer melhor supervisão para a Fannie Mae e a Freddie Mac. A Administração Federal de Moradia começará a implementar as novas políticas para manter as merecedoras famílias americanas nas suas casas", disse o comunicado.

Com as taxas de execuções de hipotecas crescendo, as lentas vendas de moradias e os valores das propriedades em queda, os EUA se encontram na maior crise imobiliária desde a Grande Depressão. A crise será amenizada, mas não chegará a um fim com esta lei de ano de eleições, afirmaram ativistas do setor e acadêmicos.

'Nós temos um mercado imobiliário passando por uma parada cardíaca. Esta lei é como um processo de reanimação cardíaca para estabilizar a situação', disse David Abromowitz, membro sênior do Center for American Progress, um centro de pesquisa em Washington.

A aliança nacional de 600 comunidades de investimento e grupos de desenvolvimento estima que 2,5 milhões de moradores irão enfrentar execuções de hipotecas neste ano.

Embora a legislação do Congresso seja bem recebida, afirmou a coalizão, ela 'terá provavelmente pouco efeito na crise de hipotecas ligada aos mercados financeiros e economia'.

Sobre a lei

A lei de 694 páginas estabelece um fundo de US$ 300 bilhões sob a Administração Federal de Imóveis para ajudar moradores endividados que enfrentam riscos de execuções de hipotecas.

O sucesso do fundo temporário irá depender da disposição dos concessores de empréstimos de aceitar suas perdas dos empréstimos originais e concederem novos empréstimos para tomadores endividados. Segundo estimativas, 400 mil famílias podem ser ajudadas pelo programa.

As medidas ainda oferecem financiamento temporário para a Fannie Mae e a Freddie Mac. As duas empresas apoiadas pelo governo garantem juntas quase metade dos US$ 12 trilhões em dívidas de hipotecas.

Ambos os candidatos à Presidência norte-americana Barack Obama e John McCain elogiaram a lei.

(*com informações das agências Reuters e Estado)

Leia mais sobre crise nos EUA

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.