O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, suspendeu uma proibição executiva contra a exploração de petróleo offshore (no mar), um movimento de deverá pressionar o Congresso a retirar sua própria proibição.

"O tempo para ação é agora", disse Bush em um breve comunicado feito no jardim da Casa Branca. "Este é um período difícil para milhões de famílias americanas", acrescentou.

A moratória sobre a exploração offshore, em vigor desde 1981, não será plenamente revertida até que o Congresso remova a proibição legislativa. Bush pediu ao Congresso para fazer isso há um mês, dizendo que retiraria a proibição executiva quando houvesse tal ação do legislativo. Contudo, "como o Congresso, controlado pelo Partido Democrata, ficou com os braços cruzados, os preços do gás continuaram a subir", disse Bush. "A recusa em agir é inaceitável", acrescentou.

A suspensão da proibição executiva sozinha não terá impacto sobre os preços do petróleo, segundo reconhece a Casa Branca, mas é um movimento simbólico que joga a pressão sobre o Congresso.

Além de suspender a proibição executiva para exploração de petróleo offshore, Bush renovou os pedidos para aumentar o desenvolvimento do xisto de petróleo no oeste dos EUA e a exploração no norte do Alasca. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.