Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bush libera exploração de petróleo em alto-mar; medida é apenas simbólica

Washington, 14 jul (EFE) - O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, anunciou hoje a suspensão do veto do Governo às prospecções de petróleo em alto-mar, medida tomada para combater os altos preços do petróleo.

EFE |

No entanto, a iniciativa é mais simbólica do que eficaz, já que a exploração da plataforma continental americana permanece proibida pelo Congresso, de maioria democrata e que até o momento não demonstrou intenção alguma de suspender seu veto.

Nos jardins da Casa Branca, Bush afirmou que liberou a prospecção porque "é inaceitável deixar de atuar" diante da escalada dos preços do petróleo.

"Agora, a bola está claramente no lado do Congresso", disse Bush, que, após seu discurso, não falou com a imprensa, limitando-se a reafirmar que "chegou a hora de atuar".

"A única coisa que separa o povo americano destes vastos recursos petrolíferos é uma medida do Congresso americano", declarou o presidente durante o pronunciamento.

Bush frisou que as prospecções em alto-mar podem abrir caminho para o aumento da produção nacional de petróleo.

O veto presidencial à extração da commodity em águas profundas da na plataforma continental americana datava de 1990, quando foi decretado por George Bush, pai do atual presidente.

Para a Casa Branca, a exploração em alto-mar poderia garantir a produção de até 18 bilhões de barris de petróleo e, conseqüentemente, reduzir a pressão sobre os preços de modo gradual.

Porém, o Governo americano admite que o início da prospecção pode levar anos.

Bush também pediu ao Congresso que permita a exploração da reserva natural do Alasca e flexibilize os procedimentos para a abertura de mais refinarias.

Até o momento, o Legislativo dos EUA não seu sinais de que liberará as prospecções em alto-mar, devido ao medo de que vazamentos e a poluição prejudiquem os ecossistemas e o turismo nos estados litorâneos. EFE mv/sc

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG