O presidente americano, George W. Bush, disse neste sábado que compreende que os americanos talvez não queiram pagar a conta do plano de resgate do sistema financeiro, mas argumentou que ele é necessário para salvar a economia do país.

"Muitos americanos estão ansiosos por suas finanças e seu futuro", disse Bush em seu programa semanal de rádio. "Sei que muitos dos que estão me escutando nesta manhã estão frustrados com a situação", afirmou.

"Vocês fazem sacrifícios diários para pagar suas hipotecas e ter as contas em dia. Não parece justo que o governo lhes peça para pagar pelos erros de Wall Street. Eu entendo", afirmou.

"E se fosse possível deixar quer qualquer das irresponsáveis companhias de Wall Street quebrasse sem que vocês e suas famílias fossem afetados, eu teria feito isso. Mas isso não é possível", disse Bush.

O presidente americano advertiu que o "fracasso do sistema financeiro teria significado problemas financeiros para muitos americanos".

Bush argumentou que o colapso do setor financeiro significaria menos crédito, menos empreendimentos e menos postos de trabalho.

Neste momento, os legisladores americanos discutem os detalhes da proposta final de um plano de resgate do sistema financeiro.

mdl/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.