Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bush defende seu plano de apoio às montadoras

O presidente americano, George W. Bush, defendeu neste sábado sua decisão de conceder ajuda às montadoras, argumentando que a quebra da indústria automotiva americana poderia provocar uma recessão ainda mais profunda nos Estados Unidos.

AFP |

"Gostaríamos que as medidas que tomei não tivessem sido necessárias. Mas dada a situação, esta é a forma mais eficaz e responsável de assumir o desafio que o país está enfrentando", disse Bush em seu programa semanal de rádio.

"Dado o estado atual da indústria automotiva, meus assessores econômicos acreditam que a declaração de quebra levaria à sua falência total e mergulharia nossa economia numa recessão mais longa e mais profunda", disse.

Bush justificou assim sua decisão de emprestar até 17,4 bilhões de dólares às montadoras, anunciada ontem, em troca de planos de reestruturação até 31 de março de 2009.

O presidente disse que os fabricantes de automóveis americanos devem devolver este empréstimo ao Estado e demonstrar que são viáveis até 31 de março, e afirmou que confia que eles serão capazes de fazê-lo.

lal/lm

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG