Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bush assegura que economia dos EUA vai sair da crise

ESTADOS UNIDOS - O presidente George W. Bush assegurou, neste sábado, que a economia norte-americana vai sair do momento difícil em que se encontra, apesar dos persistentes males que afetam o setor de habitação e do aumento da inflação.

AFP |

"Tenho uma grande confiança de que nossa economia vai sair deste momento difícil, porque tenho uma grande confiança no inesgotável espírito inovador do povo norte-americano", disse Bush em seu programa de rádio semanal.

Essas declarações foram feitas poucos dias depois do anúncio feito pelo governo de uma disparada em junho dos preços ao consumidor, que registraram sua maior alta em 26 anos, sob pressão do crescente custo da energia.

O relatório do Departamento de Trabalho, que revelou um aumento de 1,1% dos preços ao consumidor em junho em relação a maio, para um ritmo anual de 5,0%, deixou claras as preocupações do Federal Reserve com o aumento da inflação e o fraco crescimento, no momento em que a economia luta contra as turbulências nos mercados financeiros em meio à pior crise imobiliária em décadas.

Apesar da "estanflação" (estancamento da atividade econômica com uma inflação elevada) que pesa sobre a economia norte-americana, Bush se disse otimista sobre o futuro do país.

"Esta é uma nação que enfrentou grandes desafios no passado e os superou, e assim o fará novamente", assegurou. "Com políticas adequadas em Washington e o empenho de nossos cidadãos, nossa economia vai emergir deste período fortalecida e melhor que antes", afirmou o mandatário.

Bush pediu ao Congresso que retire a proibição sobre as perfurações de petróleo em alto-mar, na Plataforma Continental Exterior (OCS) do país, e expressou sua preocupação com a falta de resposta dos legisladores: "Não fizeram nada" a respeito, lamentou.

Leia mais sobre: economia dos EUA

Leia tudo sobre: economiaeua

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG