Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bunge reforça a aposta no etanol

Depois de adquirir o Grupo Moema por US$ 1,5 bilhão no início do ano, a empresa estuda agora a compra da Usina Mandu, em Guaíra

AE |

A Bunge Brasil vai reforçar ainda mais seus investimentos no setor de açúcar e álcool do Brasil. Depois de adquirir o Grupo Moema por US$ 1,5 bilhão no início deste ano, a empresa estuda agora a compra da Usina Mandu, em Guaíra, no interior de São Paulo. Além de buscar novas aquisições, a Bunge Brasil vai destinar mais US$ 750 milhões para seu crescimento orgânico no segmento sucroalcooleiro no País nos próximos anos.

A informação é de Pedro Parente, novo presidente da empresa, em sua primeira entrevista desde que assumiu o cargo há 90 dias. Segundo Parente, sua principal missão agora é realizar, até o final do semestre, a integração da Bunge Alimentos e da Bunge Fertilizantes, que atuavam como empresas separadas e agora foram unidas dentro da Bunge Brasil. “Apesar de trazerem o nome Bunge, são duas empresas de culturas diferentes e temos de lidar com todas as complexidades inerentes de um processo de integração”, contou.

Na prática, da verba de US$ 2,8 bilhões de investimentos para o triênio 2010-2012 no Brasil, US$ 2,24 bilhões serão voltados para açúcar e etanol. Deste total, US$ 1,5 bilhão foi utilizado na compra do Grupo Moema. Os US$ 750 milhões restantes serão direcionados na expansão de atividades e não envolverão qualquer aquisição, segundo Parente. As informações são do jornal " Estado de S. Paulo".

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG