Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Buffett: Goldman Sachs é a melhor firma em Wall Street

O megainvestidor Warren Buffett confirmou hoje, em entrevista à rede de notícias CNBC, que fará um investimento de US$ 5 bilhões no banco americano Goldman Sachs, porque o preço está correto, os termos são corretos e as pessoas são corretas. Buffett disse que gosta de apostar em cérebros e que o Goldman Sachs é a melhor empresa em Wall Street.

Agência Estado |

Porém, ele também deixou claro que não teria adquirido qualquer direito neste momento se não tivesse certeza de que o Congresso dos Estados Unidos fará o que é certo e aprovará a proposta de ajuda financeira apresentada pelo secretário do Tesouro americano, Henry Paulson. Ele comparou a urgência na aprovação do pacote à decisão americana de entrar na Segunda Guerra Mundial após o ataque em 1941 à base naval americana de Pearl Harbor, no Havaí.

Buffett afirmou ainda que o grupo Berkshire Hathaway, sua companhia, tem estado e permanecerá, provavelmente, interessado em adquirir alguns ativos da seguradora AIG. A seguradora esteve no olho do furacão da turbulência do sistema financeiro na semana passada. O governo concedeu uma ajuda financeira de US$ 85 bilhões à seguradora em troca de uma participação de 79%.

Nirvana

O megainvestidor disse também que o sistema financeiro ficou à beira do colapso na semana passada, antes de o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Henry Paulson, e o presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Ben Bernanke, apresentarem ao Congresso dos EUA um plano para resgatar o setor. Ele alertou que a semana passada "parecerá o Nirvana" se o plano de resgate não for aprovado pelo Congresso.

De acordo com a concepção Budista, o Nirvana seria uma superação do apego aos sentidos, da ignorância e a superação da existência, que é pura ilusão.

Buffet disse que a crise atual é um problema de todos, não apenas uma situação muito difícil dos mercados em Wall Street. Buffett disse que, na verdade, o governo poderá lucrar com a venda da dívida podre que iria adquirir dos bancos, conforme previsto no plano de Paulson. "Eles podem fazer dinheiro com isso", previu o megainvestidor, se os ativos forem mantidos de modo apropriado.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG