Tamanho do texto

O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, defendeu nesta sexta-feira, em Davos, a criação de um sistema de supervisão financeira mundial, visando a reunião do G20 sobre a crise econômica que será realizada em 2 de abril, em Londres.

"Temos um sistema financeiro internacional, mas não um de coordenação ou de supervisão mundial, apenas supervisores nacionais", declarou Brown em coletiva conjunta com o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, durante o Fórum Econômico Mundial.

Brown também afirmou que uma das prioridades seria a criação de um sistema de alerta rápido em todos os continentes e substituir a "atual regulação harmoniosa".

adp/cn