Londres, 6 mar (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, quer um acordo internacional sobre pagamentos e gratificações recebidas por banqueiros, o que ele gostaria de ver aprovado na cúpula do Grupo dos Vinte (G20, que reúne os países mais ricos e os principais emergentes), em 2 de abril, em Londres.

A medida faria parte do "novo acordo global" proposto pelo líder trabalhista para fazer frente à crise financeira internacional.

A proposta, que Brown fará hoje em discurso durante a conferência do Partido Nacionalista escocês em Dundee, foi antecipada pela rede de TV britânica "BBC".

É a primeira vez que Brown, que defende a adoção de medidas em escala global para enfrentar a crise, propõe um acordo sobre os pagamentos dos banqueiros.

Para Brown, a remuneração dos banqueiros se baseou até agora em objetivos a curto prazo, ao invés de no interesse a longo prazo dos clientes e dos próprios bancos. EFE jr/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.