Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Brown expressa otimismo com resultados da cúpula do G20

Abu Dhabi, 3 nov (EFE) - O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, expressou hoje em Abu Dhabi seu otimismo com os resultados da cúpula internacional convocada pelo presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, para enfrentar a crise financeira mundial.

EFE |

O chefe do Governo britânico expressou essa posição em discurso pronunciado na inauguração da Conferência Internacional do Petróleo, realizada na capital dos Emirados Árabes Unidos.

Brown ressaltou a importância de os "EUA continuarem dirigindo os esforços mundiais que buscam resolver a crise e deter a queda do comércio internacional".

Além disso, pediu aos países árabes do Golfo Pérsico (Arábia Saudita, Emirados Árabes, Kuwait, Catar, Barein e Omã) para contribuir para um plano de ajuda ao Fundo Monetário Internacional (FMI) destinado a respaldar as economias das nações prejudicadas pela crise.

O presidente americano convocou a cúpula financeira internacional para 15 de novembro em Washington.

Brown chegou hoje a Abu Dhabi, procedente do Catar, no marco de uma viagem regional de quatro dias.

A viagem, que começou no sábado na Arábia Saudita, tem como objetivo solicitar aos Estados ricos do Golfo Pérsico para fazerem mais esforços de forma a estabilizar os preços do petróleo e para contribuírem para superar a crise econômica.

Além disso, o premiê britânico revelou que, em sua visita aos Emirados Árabes, que durará dois dias, analisará com as autoridades a cooperação no setor da energia nuclear com fins pacíficos.

Sobre isso, ele destacou a necessidade de que seja intensificada a colaboração no âmbito da energia limpa e da proteção do meio ambiente.

Por sua vez, o presidente dos Emirados Árabes, xeque Khalifa bin Zayed bin Sultan al-Nahyan, elogiou a viagem de Brown pela região, já que pretende obter mais respaldo às instituições financeiras para que possam seguir ajudando as nações afetadas pela crise mundial, informou a agência estatal "Wam". EFE mys/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG