Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Brown critica bonificações de bancos a executivos

Londres, 9 fev (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, insistiu hoje em que não se pode recompensar o fracasso nos bancos do Reino Unido, após a polêmica surgida pelos planos de algumas instituições de pagar bonificações a seus diretores.

EFE |

Em declarações a um grupo de economistas em Londres, Brown disse que se opõe à cultura das gratificações nos bancos e prefere que as recompensas sejam concedidas pelos lucros que as instituições bancárias obtiverem a longo prazo.

O premiê também se mostrou favorável a aplicar sanções aos que assumem riscos irresponsáveis nos bancos.

A política de não premiar o fracasso continuará de forma "agressiva", disse Brown, que acrescentou que os bancos nos quais o Estado tem participação não pagarão bonificações aos membros do conselho de administração, e que os acionistas não receberão dividendos este ano.

"Eu acho que, como sociedade, deveríamos apoiar o trabalho duro, o esforço (...), o risco assumido de forma responsável", afirmou o chefe do Governo.

O ministro das Finanças do Reino Unido, Alistair Darling, encomendou uma investigação independente sobre como os bancos estão sendo administrados e se concederão bonificações aos executivos, com o objetivo de identificar as práticas que acarretam um risco excessivo. EFE vg/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG