O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, considerou nesta sexta-feira absolutamente escandaloso o fato de que a Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep) estude a possibilidade de reduzir sua produçao de petróleo durante uma reunião em Viena, na próxima semana.

Em uma reunião com líderes econômico em Nottingham (centro da Inglaterra), o premiê britânico expressou sua total rejeição de que o cartel petroleiro esteja considerando um corte de sua produção, em sua reuniao da próxima semana, antecipada pela queda do preço do barril.

O ministro da Energia do Qatar, Abddullah Ben Hamad Al Atiya, afirmou nesta sexta-feira que a Opep poderá reduzir a produção em pelo menos um milhão de barris/dia durante o encontro.

ame/al/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.