As negociações entre os executivos da companhia aérea British Airways e representantes da tripulação dos aviões, que ameaçam entrar em greve nesta semana, foram interrompidas hoje depois de dezenas de manifestantes entraram no prédio onde as conversas estavam sendo realizadas. O executivo-chefe da British Airways, Willie Walsh, precisou de escolta policial para sair do prédio em Londres.

As negociações entre os executivos da companhia aérea British Airways e representantes da tripulação dos aviões, que ameaçam entrar em greve nesta semana, foram interrompidas hoje depois de dezenas de manifestantes entraram no prédio onde as conversas estavam sendo realizadas.

O executivo-chefe da British Airways, Willie Walsh, precisou de escolta policial para sair do prédio em Londres. A tripulação dos aviões da companhia decidiram iniciar uma greve de cinco dias a partir de segunda-feira, dia 24, em mais uma medida em uma disputa entre a British Airways e o sindicato sobre as condições de trabalho dentro da empresa. As negociações podem ser retomadas neste domingo.

Walsh está enfrentando acusações de tentar contrariar os sindicatos na British Airways na disputa, e o sindicato acusa a British Airways de impor mudanças para a tripulação e de se recuar a negociar abertamente. Walsh insiste, contudo, que a companhia está lutando pela sua própria sobrevivência. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.