SÃO PAULO - A British Airways apresentou prejuízo líquido nos nove meses encerrados em dezembro do ano passado, afetada pelos custos mais altos dos combustíveis. A empresa teve uma perda depois de impostos de 127 milhões de libras (US$ 185,9 milhões) no período, uma inversão em relação ao resultado de mesmo intervalo do exercício anterior, quando obteve lucro de 642 milhões de libras.

Os custos com combustíveis aumentaram quase 50%.

Antes de impostos, o prejuízo foi de 70 milhões de libras entre abril e dezembro do ano passado. A receita aumentou 6,2%, para 7,05 bilhões de libras, perante os 6,63 bilhões de libras nos nove meses encerrados em dezembro. As vendas em moedas estrangeiras mais do que compensaram a queda no volume, explicou.

"Já tomamos várias ações para lidar com condições econômicas sem precedentes", destacou o executivo-chefe da British Airways, Willie Walsh. Ele avisou que a empresa deve continuar revendo cada aspecto de seu negócio para controlar custos e melhorar o nível de serviços ao consumidor.

Leia mais sobre lucros

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.