Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

British Airways fecha 1o. trimestre fiscal com queda de 90% no lucro

SÃO PAULO - O petróleo em alta impactou fortemente o resultado da companhia aérea britânica British Airways (BA), que fechou seu primeiro fiscal com queda de 90% no lucro após de impostos em relação a igual período de 2007. O resultado caiu de 274 milhões de libras para 27 milhões de libras neste intervalo.

Valor Online |

Além do petróleo, a BA também afirma ter sido afetada pela baixa confiança dos consumidores e pela desaceleração da economia mundial. Segundo a empresa, as condições no trimestre foram as piores da história.

Estamos no pior ambiente de negócios que a indústria já enfrentou em sua história. A combinação de preços sem precedentes de petróleo, desaceleração econômica e baixa confiança do consumidor nos levou a um lucro no primeiro trimestre substancialmente menor (que no ano anterior), afirmou o executivo-chefe da empresa, Willie Walsh.

O faturamento da companhia aérea, por outro lado, aumentou 2,8% no trimestre encerrado em junho, para 2,25 bilhões de libras.

Em decorrência do resultado, a empresa decidiu reduzir sua meta de crescimento nas receitas para o ano, de 4% para 3%. Segundo a BA, o objetivo agora é obter um pequeno lucro no atual ano fiscal, além de uma lucratividade sustentável no médio e longo prazos.

Segundo Walsh, os preços do petróleo praticamente dobraram no ano passado. Parte dessa alta, afirma, foi compensada por mecanismos de hedge (proteção). Ainda assim, a BA gastou 706 milhões de libras com combustíveis entre abril e junho, 233 milhões de libras a mais que em igual período do ano passado. Acreditamos que nossa conta de combustíveis chegue a 3 bilhões de libras neste ano - o equivalente a mais de 8 milhões de libras por dia, afirmou Walsh.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG