BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, afirmou nesta quinta-feira que assinará com os bancos de desenvolvimento dos demais países que integram o Bric --Rússia, Índia e China-- um memorando de entendimentos que abre a possibilidade de financiamento conjunto de projetos entre os quatro países,

"(Isso abre a possibilidade) de um projeto de uma empresa brasileira na China ter o financiamento do BNDES e vice-versa", disse a jornalistas.

" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Brics poderão realizar financiamento conjunto de projetos

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, afirmou nesta quinta-feira que assinará com os bancos de desenvolvimento dos demais países que integram o Bric --Rússia, Índia e China-- um memorando de entendimentos que abre a possibilidade de financiamento conjunto de projetos entre os quatro países,

"(Isso abre a possibilidade) de um projeto de uma empresa brasileira na China ter o financiamento do BNDES e vice-versa", disse a jornalistas.

Reuters |

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, afirmou nesta quinta-feira que assinará com os bancos de desenvolvimento dos demais países que integram o Bric --Rússia, Índia e China-- um memorando de entendimentos que abre a possibilidade de financiamento conjunto de projetos entre os quatro países,

"(Isso abre a possibilidade) de um projeto de uma empresa brasileira na China ter o financiamento do BNDES e vice-versa", disse a jornalistas.

Segundo Coutinho, o acordo abrange as áreas de infraestrutura, energia e eficiência energética, sustentabilidade ambiental e inovação tecnológica.

"Isso ainda é muito declaração de intenções", acrescentou.

Os representantes de Brasil, Rússia, Índia e China estão reunidos nesta quinta-feira na 2a Cúpula do Bric em Brasília para a assinatura de acordos e discussão de questões econômicas globais.

(Reportagem de Natuza Nery)

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG