Londres, 30 jan (EFE).- O preço do barril do Petróleo Brent subiu hoje 0,96% no mercado de futuros de Londres devido principalmente aos últimos dados sobre a economia dos Estados Unidos, que foram melhores do que o previsto pelos analistas.

O barril do petróleo do Mar do Norte, de referência na Europa, para entrega em março fechou o dia a US$ 45,88, US$ 0,44 mais do que no fechamento da quinta-feira.

Durante a jornada, o barril do Brent atingiu hoje um preço máximo de US$ 47,75 e um mínimo de US$ 45,10.

A economia americana se contraiu 3,8% no último trimestre de 2008, o pior dado desde 1982, um registro que, no entanto, não é tão negativo como se esperava, já que os analistas tinham predito uma queda em torno de 5,5%.

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos - país que maior quantidade de energia consome do mundo - cresceu 1,3% em todo o ano de 2008, segundo os dados tornados públicos hoje pelo Departamento de Comércio.

Esta melhora encorajou os investidores durante a sessão de hoje, a segunda consecutiva na qual o barril do Brent fecha com aumento em relação ao dia anterior.

Segundo alguns analistas, as variações em alta que estão acontecendo no preço do petróleo estão se vendo limitadas pela crescente preocupação dos operadores sobre o estado da economia global.

Além disso, outro dos motivos que influíram na alta experimentada pelo barril do Brent foi o anúncio feito pela Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep) que reduzirá sua produção se o preço do petróleo continua caindo.

Assim o assegurou o secretário-geral da Opep, Abdullah al-Badri, durante o Fórum Econômico Mundial realizado em Davos (Suíça).

O preço do Brent caiu quase 70% desde julho do ano passado, quando chegou a superar os US$ 147. EFE otp/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.