SÃO PAULO - A Braskem indicou Bernardo Gradin para a presidência da empresa. A escolha do executivo, segundo a petroquímica, se insere na perspectiva da sucessão planejada de lideranças na Organização Odebrecht, acionista controlador da Braskem.

Formado em engenharia civil com MBA pela Wharton Business School, Gradin está na Odebrecht desde 1987, recentemente como líder da Odebrecht Investimentos e Infra-estrutura (OII). Atuou também na presidência da Trikem, uma das empresas posteriormente integradas à Braskem.

Gradin ficará no lugar de José Carlos Grubisich, que esteve à frente da petroquímica nos últimos sete anos e agora comandará a ETH Bioenergia S.A., que consolida os investimentos da Odebrecht no negócio Açúcar e Álcool.

A Braskem concluiu um ciclo vitorioso de crescimento com criação de valor que conduziu a empresa à posição de terceira maior produtora de resinas nas Américas, comentou a companhia em nota. Passo decisivo desse ciclo de crescimento foi dado com a aquisição dos ativos petroquímicos do Grupo Ipiranga em março de 2007 e a implementação do acordo de investimentos com a Petrobras, em junho último, que permitiu à Braskem liderar a consolidação e fortalecimento do setor petroquímico no país, completou.

No texto entregue à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Braskem disse que seu novo presidente terá a missão de implementar essa estratégia e identificar novas oportunidades de crescimento no rumo da visão de posicionar a companhia entre as 10 maiores petroquímicas globais.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.