Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Brasileiros estão menos dispostos a gastar neste Natal

O ímpeto de compra dos brasileiros para esse Natal está menos intenso do que o registrado em igual época no ano passado. É o que mostra quesito especial da Sondagem das Expectativas do Consumidor sobre o tema, divulgada hoje pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Agência Estado |

Em pesquisa realizada em 2 mil domicílios, em sete capitais entre os dias 1 e 21 de novembro, 9,3% dos pesquisados informaram que vão gastar mais com presentes neste Natal do que os gastos efetuados na mesma data no ano passado. Esse porcentual era de 15% para a mesma resposta, em igual período no ano passado.

Além disso, o porcentual de pessoas que informaram que vão gastar menos com presentes para a data subiu de 25,8% para 44,8%, de novembro de 2007 para igual mês em 2008. Isso fez com que o índice que mede a diferença entre a proporção de respostas favoráveis (maiores gastos) e de respostas desfavoráveis (menores gastos) caísse de 89,2 pontos em novembro de 2007 para 64,5 pontos em novembro de 2008.

Ainda segundo o mesmo levantamento, o preço médio dos presentes projetado pelos consumidores para este Natal, na comparação com o Natal passado (corrigido pelo Índice de Preços ao Consumidor - Brasil) caiu 8,6% - sendo que, no ano passado, havia houve aumento de 7,2% no preço médio do presente natalino em relação a 2006, na mesma base de comparação. A maior diminuição do preço médio projetado para os presentes de Natal ocorreu na faixa de renda familiar mais baixa, que ganha até R$ 2.100,00 mensais: 16,3%, em termos reais.

A FGV informou ainda, em seu comunicado, que "os itens de vestuário e calçados e os brinquedos continuam sendo os produtos mais lembrados nessa ocasião, tendo sido citados por 47,4% e 16,9% dos informantes, respectivamente. Em 2007, eles havia sido lembrados por 49,3% e 17,7% dos entrevistados, respectivamente".

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG