LA PAZ (Reuters) - A empreiteira brasileira OAS garantiu na segunda-feira o direito de construir uma estrada que ligará os vales bolivianos à Amazônia por cerca de 415 milhões de dólares, disse a Administradora Boliviana de Estradas (ABC, na sigla em espanhol). A cerimônia de concessão da obra ocorreu na localidade de Villa Tunarí, no Chapare, região central do país. Estava presente o presidente Evo Morales, que faz campanha para confirmar seu mandato no referendo de domingo próximo.

A construtora brasileira, única concorrente, entregará os 306 quilômetros de estrada asfaltada entre Villa Tunarí e San Ignácio de Moxos num prazo de dois anos, segundo a ABC.

O contrato no modelo 'chave na mão', em que a empresa promete entregar a obra totalmente pronta, foi entregue pela presidente da ABC, Patricia Ballivián.

A OAS também recebeu a encomenda da estrada Potosí-Uyuní (sul), e negocia com o governo a construção de uma segunda autopista entre La Paz e Oruro (oeste).

(Por Ana María Fabbri)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.