pneumonia se crise fosse há 5 anos, diz Lula - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Brasil teria pneumonia se crise fosse há 5 anos, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva minimizou, nesta terça-feira, a volta da inflação no Brasil e a crise econômica internacional, motivada pelo problemas originados no mercado imobiliário americano.

Agência Estado |

Em discurso apresentado a pequenos agricultores em Candeias, na Bahia, durante a inauguração de unidade de biodiesel da Petrobras, Lula comentou que se isso tudo tivesse acontecido há cinco anos, "o Brasil teria uma pneumonia".

Para Lula, hoje no Brasil "não temos preocupação com a crise dos Estados Unidos". Ele ressaltou, porém, que foi "pego de surpresa com a inflação mundial". "Entre os países emergentes, a nossa é a mais baixa e está controlada", completou.

Segundo o presidente, a medida para impedir uma volta da inflação elevada no País é aumentar a produção. "Vamos financiar tratores, e as pessoas vão poder pegar R$ 100 mil emprestados, pagar em 10 anos, com 2% de juros ao ano e três anos de carência. Com trator, um produtor dobra sua produção em um ano. E com isso poderemos fornecer mais alimentos para o País e para o mundo", disse Lula, completando que "a crise de falta de alimentos vista hoje pelo mundo é tida para o Brasil como uma oportunidade de crescer".

Crise externa

Sobre a crise econômica americana, Lula disse que "estávamos numa boa até os Estados Unidos entrarem em crise por causa desse subprime (hipotecas americanas de alto risco). Se vocês me perguntarem do que se trata eu não vou saber responder direito. Mas é tudo originado na especulação do mercado", disse.

Ele explicou a crise dizendo que nos Estados Unidos "quando vendem uma casa para pessoa, se esta casa se valorizar, a diferença entre o que a pessoa pagou e o que ela vale, pode ser tomada emprestado no banco. Só que deu zebra. As pessoas foram se endividando e não tiveram como pagar. Esta chamada crise imobiliária afetou o mundo todo e quebrou banco nos Estados Unidos e na Europa. Ninguém sabe onde ela vai dar".

Biocombustíveis

Durante todo o discurso, o presidente rebateu as críticas que o País recebe por conta dos programas de biocombustíveis.

"Não há incompatibilidade, é só fazer zoneamento agrícola adequado. Tem uma parte da elite brasileira, que não deu certo, que duvida de tudo o que é feito", disse Lula, criticando a demora para que o País viabilizasse o programa de biodiesel, patenteado pelo cearense Expedito Parente, em 1975. "Uma nação será exatamente do tamanho e da grandeza que tiverem os seus dirigentes e seu povo. Ela só será grande e forte quando seus filhos acreditarem serem grandes e fortes, porque nação nada mais é do que somatória do que fazemos", afirmou.

Segundo ele, fazer com que a Petrobras entrasse no segmento de biocombustíveis foi "uma luta". "Vocês pensam que foi fácil? Pensam que o (presidente da Petrobras, José Sérgio) Gabrielli acordou num dia e teve a idéia de fazer biodiesel? Não foi assim não. Teve muito cacete", disse, lembrando que a estatal temia perder mercado de derivados de petróleo.

Leia mais sobre inflação

Leia tudo sobre: inflação

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG