Fundo revisou números do PIB brasileiro em 1,6 ponto percentual entre abril e julho

O desempenho da economia brasileira nos três primeiros meses do ano – com crescimento de 9% na comparação anual – trouxe ares mais positivos para as projeções do Fundo Monetário Internacional (FMI) para o Brasil em 2010. A economia brasileira teve o maior upgrade nas estimativas do Produto Interno Bruto (PIB) para os principais países do mundo. Os números foram divulgados nesta quinta-feira em uma atualização do World Economic Outlook (WEO).

Segundo os dados mais recentes do Fundo, o PIB brasileiro deve crescer 7,1% em 2010, uma elevação de 1,6 ponto percentual frente à projeção anterior, divulgada no WEO de abril. O upgrade é quatro vezes superior à revisão de 0,4 ponto percentual que o FMI promoveu para o PIB mundial neste ano.

Para 2011, no entanto, o Fundo se manteve mais cauteloso, com previsão de crescimento de 4,2% para o Brasil, resultado 0,1 ponto superior ao projetado anteriormente.

As economias da França e do Reino Unido, por sua vez, tiveram desempenho revisado para baixo pelo FMI, ambas com números 0,1 ponto menores que os de abril para 2010. Países como China (0,5 ponto), Índia (0,6 ponto), Rússia (0,3 pontos) e Estados Unidos (0,2 ponto) também tiveram upgrades bem inferiores ao brasileiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.